Pilates

O desequilíbrio osteomuscular é hoje considerado o maior causador de compensações musculares e problemas relacionados com as dores e encurtamentos. Só mesmo o fato de mantermos a posição ortostática causa um desequilíbrio segmentar ocasionando esta compensação. Um dos meios conhecidos pela Fisioterapia para o tratamento destes desequilíbrios é o Pilates. Método elaborado pelo alemão Joseph H. Pilates que desenvolveu um sistema de exercícios para melhorar a flexibilidade, a consciência corporal, o equilíbrio, a força e resistência muscular.

O método é aplicado em aparelhos desenvolvidos por Joseph Pilates, que se utilizam da resistência de molas, promovendo exercícios sem impacto, onde estes auxiliam, assistem e resistem ao movimento trazendo melhores resultados. Em poucas aulas já podemos observar uma melhora e correção da postura e alongamento da musculatura, desenvolvendo uma maior flexibilidade e estabilidade corporal necessária para uma vida mais longa e saudável. Visamos também o fortalecimento e trabalho corporal global, associando em cada movimento o máximo possível de grupos musculares, trabalhando o corpo como um todo.

Os exercícios são executados de forma lenta e uniforme melhorando a coordenação motora no movimento, promovendo a harmonia, flexibilidade e equilíbrio muscular.

Conheça nosso estúdio de pilates

Estúdio de Pilates

Estúdio de Pilates

Estúdio de Pilates

Ainda entre seus benefícios podemos incluir o alívio das dores crônicas, tensões musculares e stress, e a obtenção de um equilíbrio físico e mental. O método é indicado para todas as pessoas: crianças, adolescentes, adultos e idosos, que queiram ter um corpo bonito, saudável e equilibrado, independente de ter ou não uma patologia.

Resultado comprovado

Pilates na Hérnia de Disco

Avaliação

1 mês depois

Pilates na Hérnia de Disco

Avaliação

1 mês depois

Pilates na Hérnia de Disco

Avaliação

1 mês depois

Pilates na Hérnia de Disco

A hérnia de disco é uma patologia da coluna vertebral relacionada ao deslocamento da parte interna do disco intervertebral para fora de seu lugar. Devido à força da gravidade, tensão do dia-a-dia, vícios/desvios posturais, envelhecimento ou tipo de movimento realizado pela pessoa, o espaço entre essas vértebras diminui e o disco é pressionado e até mesmo desgastado. Quando este desgaste é muito grande pode ocorrer uma ruptura no anel (a parte externa do disco), deslocando o núcleo discal para fora. Geralmente esse fragmento do disco que escapa comprime alguma(s) raíz(es) do nervo ciático, causando dor em uma das pernas. Dores musculares, pela compensação postural, e formigamentos nos braços também podem acontecer.

O PILATES promove a estabilização da hérnia de disco, possibilitando uma vida saudável e sem dor. O método se fundamenta, entre outros, nas forças centrais do corpo – o Power House – que inclui o complexo lombar pélvico dos quadris, ou seja, esses grupos musculares centrais vão absorver grande parte do impacto, estabilizando, sobretudo as articulações da coluna. Além de restabelecer os espaços intervertebrais através do fortalecimento e alongamento dos grupos musculares, resultando em uma maior proteção dos discos intervertebrais e alinhamento da postura adequada.

Desta forma, os sintomas que tanto incomodam têm uma melhora significativa, possibilitando as práticas das atividades da vida diária e profissional de forma satisfatória e segura.

Pilates para Cardiopatas

O objetivo da aplicação do método Pilates em pacientes cardiopatas vem da necessidade de uma abordagem global, uma vez que esses pacientes apresentam além da doença cardiovascular, um desequilíbrio postural. Com isso utilizamos o método Pilates para devolver de forma harmoniosa o equilíbrio postural, coordenação e flexibilidade com exercícios selecionados e adaptados para essa patologia.

Esta metodologia consiste no ensino cuidadoso dos movimentos que compõem os exercícios de alongamento, flexibilidade, tonificação e individualização das estruturas corporais, com ênfase no alinhamento postural. Concentra-se na atenção, controle, respiração e no recrutamento das fibras musculares, para construir o movimento preciso.

Na prática de exercício o movimento se inicia com a respiração. Respirar fundo expande o corpo e ajuda a reorganizar o alinhamento postural do sistema esquelético. São seis os princípios pelos qual o método é organizado e executado: concentração, controle, centro, respiração, precisão, fluidez. Assim, ensina os pacientes cardiopatas a executar os movimentos que compõem os exercícios com harmonia e equilíbrio.

Resultado comprovado

Pilates para Cardiopatas

Avaliação

1 mês depois

Pilates para Cardiopatas

Avaliação

1 mês depois

Pilates para Cardiopatas

Avaliação

1 mês depois

VEGAPIX | Imagem & Criação

Av. Silva Jardim, 3784 - Batel | Curitiba (41) 3244-6234 | 9 8715-2768